Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 8 de agosto às 08:06h, intensidade máxima III/IV na freguesia de VelasCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



Mundo ► Fenómenos Naturais

Foto: Pedro Granadeiro/Global Imagens
11-01-2016 12:55
Portugal
Mau tempo causa inundações no continente Português

​O mau tempo que se fez sentir no território continental durante o fim de semana causou cerca de 10 desalojados na zona norte, dois descarrilamentos de comboios, ferindo três pessoas, bem como vários cortes de estradas.
 
 
Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), estavam 10 distritos em aviso laranja, o segundo mais grave, devido ao mau tempo, prevendo agitação marítima com ondas que podiam atingir mais de cinco metros e ventos que podiam ultrapassar os 90 quilómetros por hora.

De acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), foram registados até ao momento cerca de 836 ocorrências, a maioria relacionada com cheias, inundações e queda de árvores, sobretudo na zona litoral norte, sendo o Porto o distrito com maior número de ocorrências.

Dos 10 desalojados verificados, oito foram em Baltar, no Porto, devido a um movimento de vertente, e outras duas em Braga, segundo declarações de Marco Martins, Adjunto de Operações da ANPC. 

Em Amarante, o nível do rio Tâmega chegou a atingir, ontem, os 6,3 metros, suficiente para inundar alguns estabelecimentos situados na margem esquerda do rio. No concelho há registo ainda de vários movimentos de vertente.

Já em Matosinhos, o vento forte causou estragos em cerca de duas dezenas de casas situadas na zona de Lavra. De acordo com António Lima, adjunto dos Bombeiros Voluntários de Matosinhos-Leça, os danos ocorreram sobretudo ao nível dos telhados, janelas, caleiras e persianas, mantendo todas as casas afetadas habitáveis. No entanto, ainda na mesma freguesia, duas pessoas acamadas foram evacuadas da sua casa devido a inundação da mesma.

De acordo com o Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) do Porto, o centro comercial na Maia foi encerrado após o parque de estacionamento ter sido inundado, tendo sido posteriormente evacuado e encerrado. Adiantou ainda que o mau tempo conduziu ao desabamento de duas das faixas de rodagem numa rotunda, perto daquele estabelecimento comercial. O Centro de Previsão e Prevenção de Cheias (CPPC) do rio Douro tinha alertado para a possibilidade de inundações nas ribeiras do Porto e de Vila Nova de Gaia devido às condições meteorológicas juntamente com a preia-mar.

Paulo Vicente, porta-voz da Marinha, informa que um helicóptero da Força Aérea, bem como meios da Marinha estão a realizar buscas próximo da foz do rio Douro, para encontrar três possíveis desaparecidos após um alerta de um naufrágio. Ao que tudo indica estão três pessoas numa balsa salva vidas a cerca de milha e meia da foz do rio. Enquanto se verifica a veracidade do alerta, prosseguem-se as buscas, tanto no mar como em terra.

De um modo geral, foram muitas as estradas municipais nos distritos do Porto, Guarda, Vila Real, Bragança, Castelo Branco e Coimbra interrompidas devido a deslizamentos de terras. 
Durante a noite o nível das águas dos rios baixaram e as situações estão agora calmas e controladas. Neste momento e de acordo com o IPMA, os distritos do litoral baixaram de aviso laranja para amarelo, apenas referente a agitação marítima. 


Fontes


Açoriano Oriental
Diário de Notícias
Jornal de Notícias

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.