Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

Fonte: Australian Bureau of Meteorology
28-03-2017 11:55
Austrália
Ciclone Debbie atinge nordeste da Autrália

​O ciclone Debbie, que atingiu esta segunda-feira a costa nordeste da Austrália, causou chuvas torrenciais, alguns danos e cortes de energia em dezenas de milhares de habitações. O plano de resposta a catástrofes naturais já foi ativado, no entanto, as autoridades australianas admitem que a avaliação total dos danos só poderá ser conhecida no decorrer dos próximos dias.

 
O ciclone atingiu o território australiano com categoria 4, a segunda mais grave numa escala de cinco (Escala de Saffir-Simpson), com rajadas de vento na ordem dos 196 km/h. Entretanto, nas últimas horas, diminuiu de intensidade passando a categoria 3. Na ilha de Hamilton, do grupo de Whitsunday, os ventos atingiram os 222 km/h.

 
Aproximadamente 2 mil habitantes da zona costeira de Bowen estão a aguardar evacuação e outros 25 mil da zona plana de Mackay foram aconselhados a procurar abrigo em zonas altas. Enquanto isso, a população de Queenslands foi obrigada a sair da cidade de comboio, dado que o aeroporto foi encerrado, bem como das cidades de Home Hill e Poserpine, contabilizando-se um total superior a 28 mil pessoas afetadas.

 
Acredita-se que o ciclone não tenha atingido ainda a sua velocidade máxima e prevê-se que, ao aproximar-se do continente Australiano, possa vir a atingir os 240 km/h e ondas com cerca de 8 metros de altura. Nas zonas mais altas há, ainda, o risco elevado de inundações.

 
A Proteção Civil de Queensland aconselha a população a abrigar-se em lugares seguros e aguardar indicações da polícia. Apesar de ainda não ser possível contabilizar todos os estragos, é possível confirmar para já que o Estado de Queensland é o território mais fustigado, bem como as ilhas turísticas de Whitsunday e o principal porto da zona, em Arlie Beach. O ciclone atingiu também a Grande Barreira de Coral, com ventos acima dos 270 km/h, temendo-se que tenha causado danos nos recifes.

 
Considerado um dos mais violentos ciclones da história a atingir o país, depois do ciclone Yasi em 2011, que levou ao encerramento de mais de 180 escolas e 230 creches, bem como dos aeroportos de Townssville e Machay, que se viram obrigados a cancelar todos os voos por tempo indeterminado.

 


Fontes


RTP
BBC
Observador

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.