Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 8 de agosto às 08:06h, intensidade máxima III/IV na freguesia de VelasCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



Mundo ► Fenómenos Naturais

Michael Hoult, marinheiro ROAM com amostras de pedra podes (Foto: Sail Surf ROAM/Facebook in Science alert)
26-08-2019 18:30
Oceano Pacífico
Mancha de pedra pomes flutuante move-se em direção à Austrália

Uma gigante massa de material vulcânico flutuante, resultante de uma erupção submarina no Oceano Pacífico, move-se lentamente em direção à costa australiana, podendo vir a beneficiar a Grande Barreira de Coral.

Com uma dimensão superior a cerca de 20 mil campos de futebol, a massa de pedra pomes flutuante, surgiu há algumas semanas atrás, depois de uma possível erupção vulcânica submarina perto de Tonga.

Imagens de satélite revelaram pela primeira vez a formação à superfície da água a 9 de agosto, correspondendo com relatos de pescadores na época. No entanto, as observações mais notáveis surgiram da tripulação de um catamarã australiano ROAM, que se viu à deriva no meio da massa de pedra podes. Segundo a tripulação o material vulcânico cobria completamente a superfície do oceano de tal forma que a água não era visível. O mesmo relatou Shannon Lenz, através de um vídeo ao passar num veleiro pela zona, em que descreve que navegou por um campo de pedra podes durante cerca de 6 a 8 horas, sem conseguir ver água do mar a maior parte do tempo.

Embora o fenómeno possa constituir um perigo de navegação para outras embarcações, a notícia está a ser muito bem recebida pelos especialistas. De acordo com Scott Bryan, geólogo da Universidade de Tecnologia de Queensland (QUT), este é um potencial mecanismo para reabastecer a Grande Barreira de Coral, ao largo da costa de Queensland no nordeste da Austrália. Com base em estudos realizados nos últimos 20 anos, o material pomítico resultante de atividade vulcânica, trará novos corais saudáveis bem como novas espécies de recifes para a Grande Barreira de Corais.

Segundo Bryan e outros investigadores da QUT, espera-se que a mancha de pedra podes flutuante passe pela Nova Caledónia e Vanuatu, podendo passar por vários recifes de corais no Mar de Coral oriental. É importante ressaltar que deverá ocorrer aproximadamente na mesma época em que a região passa pela principal desova de coral, no final do ano, o que poderá transforar a pedra pomes em um ecossistema itinerante. Neste momento a pedra pomes está “vazia” e “infértil”, no entanto nas próximas semanas começará a manter presos a ela organismos de recifes, transportando-os até à Grande Barreira de Coral. A pedra pomes e a sua carga de algas, cracas, corais e outras formas de vida marinha têm o potencial de ajudar a regenerar parcialmente a matéria orgânica da Grande Barreia de Coral.

A Grande Barreira de Coral é um ecossistema de cerca de 2 300 km de extensão e compreende milhares de recifes e centenas de ilhas formadas por mais de 600 tipos de corais duros e macios, abrigando inúmeras espécies de peixes, moluscos e estrelas-do-mar, bem como tartarugas, golfinhos e tubarões.

Vídeo da mancha de pedra pomes: https://youtu.be/PEsHLSFFQhQ 



Fontes


Science alert
Wikipédia

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.