Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/ensino. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/ensino. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 15 de agosto às 23:27h, intensidade máxima III na freguesia de RosaisCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



 

 Estagiários

 
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/ensino. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Edit Properties

 Academia IVAR - Academia do Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos

 

Enquadramento


​​​

 

 

 

O Arquipélago dos Açores é marcado por uma importante atividade sísmica e vulcânica, além de uma elevada reincidência de fenómenos meteorológicos extremos a que se associa a ocorrência de movimentos de vertente e cheias, causadores de algumas das maiores catástrofes na região. Tais fatores tornam os Açores um laboratório natural de excelência para o desenvolvimento de estudos no campo das Ciências da Terra e Espaço.
 
Beneficiando das potencialidades oferecidas pelo contexto onde se insere, o Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos (IVAR) dedica especial atenção aos perigos geológicos e à prevenção e mitigação de riscos. Em colaboração com autoridades de proteção civil e governamentais tem desenvolvido trabalho no âmbito da vigilância sismovulcânica, planeamento de emergência e ordenamento do território.

 

Tendo por objetivo a promoção de uma Sociedade do Conhecimento, o IVAR oferece um conjunto de estágios inseridos na Academia IVAR, destinados a licenciados, mestres e doutores, orientados para o desenvolvimento de competências em áreas temáticas relacionadas com a avaliação, monitorização e mitigação de riscos.

 

 

Programas de Estágio
 
A Academia IVAR proporciona 2 tipologias de estágio, uma direcionada para a especialização numa área científica do IVAR, outra multidisciplinar, transversal às diferentes áreas científicas, que pretende dar uma visão mais abrangente das atividades de investigação e monitorização desenvolvidas num Observatório Vulcanológico. Todos os programas de estágio serão integrados e adaptados aos trabalhos em curso no IVAR.

Aos candidatos admitidos nos programas de estágio serão atribuídos um certificado emitido pela Universidade dos Açores e os respetivos ECTS (European Credit Transfer System).
 
 
Estágios Temáticos
 
Os programas de estágio temáticos (ET) terão uma duração mínima de 2 semanas e uma duração máxima de 2 meses.
 
ET.1 Risco e Monitorização de Movimentos de Vertente

 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Movimentos de Vertente e Cheias e tem como principais objetivos: 

  • Desenvolver capacidades para a análise da suscetibilidade à escala regional utilizando metodologias estatísticas/probabilísticas suportadas num Sistema de Informação Geográfica;
  • Aplicar metodologias deterministas para a análise física da estabilidade de taludes;
  • Aprender procedimentos laboratoriais para a execução de ensaios de mecânica de solos, com base nas normas e especificações técnicas vigentes, por forma a caracterizar física, mecânica e hidrologicamente materiais;
  • Empregar diferentes técnicas de monitorização (geodésicas, geofísicas, geotécnicas) utilizadas na monitorização de massas de terreno instáveis e desenvolver capacidades para o processamento de dados e interpretação de resultados.

 

ET.2 Geoquímica de Gases em Ambientes Vulcânicos Ativos e Implicações na Saúde Pública

 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Geoquímica de Gases e tem como principais objetivos: 

  • Caracterizar as emissões gasosas em campos fumarólicos e áreas de desgaseificação difusa em termos de temperatura e composição química;
  • Cartografar anomalias geoquímicas (por exemplo CO2 e 222Rn) e de temperatura para definir estruturas de desgaseificação difusa, identificar estruturas vulcano-tectónicas e reconhecer áreas de risco;
  • Compreender e identificar fatores (e.g. meteorológicos, ambientais) que influenciam a emissão de gases vulcânicos utilizando dados de redes permanentes de monitorização e recorrendo a metodologias estatísticas;
  • Reconhecer e quantificar gases vulcânicos (tóxicos e asfixiantes) em ambientes confinados (edifícios, grutas vulcânicas, depressões, zonas de escavação).

 

ET.3 Geoquímica de Águas em Ambientes Vulcânicos Ativos
 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Hidrogeologia e Geologia Ambiental e tem como principais objetivos:
  • Estudar a hidrogeologia de aquíferos vulcânicos;
  • Estudar a evolução da composição química das águas subterrânea e de superfície em meios vulcânicos ativos, incluindo processos de poluição;
  • Caracterizar a composição química da água na zona não saturada;
  • Dominar as técnicas de amostragem e análise química de águas;
  • Desenvolver metodologias e ferramentas para a monitorização hidrogeoquímica no contexto da vigilância vulcânica.

 

ET.4 Sismologia em Ambientes Vulcânicos Ativos

 
Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Neotectónica e Deformação Crustal e tem como principais objetivos:
  • Acompanhar as atividades de monitorização sismovulcânica desenvolvidas no Centro de Aquisição de Dados (CAD) do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), possibilitando o contacto com as diferentes técnicas de monitorização (geofísica, geodésica e geoquímica) utilizadas para o efeito;
  • Aprender os procedimentos para a instalação de uma estação sísmica portátil, utilizada como complemento da rede sísmica permanente em situações de crise sísmica/episódios de unrest;
  • Caracterizar as várias regiões sismogénicas do Arquipélago com base na relação frequência-magnitude sísmica, por forma a cartografar os valores de b (b-values) para cada região;
  • Determinar campos de tensão (stress tensors) atuantes em diferentes regiões sismogénicas ou em períodos temporais específicos caracterizados por incremento de atividade sísmica. 

 

ET.5 Vulcanologia Física e Magmatismo
 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Vulcanologia Física e Magmatismo e tem como principais objetivos:
  • Aprender procedimentos laboratoriais  para a preparação de amostras para análise química e petrográfica;
  • Aplicar diversos métodos para quantificar variáveis químicas e físicas associadas a processos de evolução e ascensão de magmas;
  • Contactar com diversos  métodos laboratoriais  para a caracterização granulométrica e morfométrica de depósitos piroclásticos;
  • Desenvolver capacidades para interpretar os processos associados à génese, transporte e deposição dos produtos vulcânicos.

 

ET.6 Perceção e Com​unicação de Risco, Preparação para Catástrofes e Resiliência
 

Este programa de estágio insere-se na Unidade Científica de Riscos e Planeamento de Emergência e tem como principais objetivos:

  • Observar os procedimentos empregues no estudo da perceção de riscos;
  • Tomar contacto com os principais obstáculos e motivações para a adoção de práticas de precaução por parte de indivíduos e famílias na comunidade local;
  • Tomar conhecimento das práticas comunicacionais no âmbito do risco, no que respeita à disseminação e partilha de informação antes, durante e depois de ocorrências, com especial enfoque na compreensão, confiança e avaliação de fontes, conteúdos e canais de informação;
  • Tomar conhecimento de condições e fatores sociais associados à resiliência de indivíduos e comunidades em situações de crise ou catástrofe.


ET.7 Efeitos do vulcanismo na saúde: identificação e estratégias de ação


Este programa de estágio insere-se na Unidade Científica de Geologia Médica e tem como principais objetivos:​

  • Desenvolver capacidades para avaliar os efeitos da exposição ao vulcanismo na saúde humana e dos ecossistemas;
  • Identificar biomarcadores de exposição, efeito e suscetibilidade e, definir metodologia de biomonitorização;
  • Aprender procedimentos laboratoriais, com base em metodologias especificas e com o recurso a marcadores bioquímicos e histológicos, por forma a caracterizar os efeitos da exposição a ambientes vulcânicos;
  • Desenvolver capacidades para interpretar os resultados de biomonitorização para o diagnóstico e identificação de risco de ocorrência de uma doença que possa surgir em consequência da exposição a ambientes vulcânicos.


ET.8 Aerossóis atmosféricos, clima e qualidade do ar


Este programa de estágio insere-se na Unidade Científica de Vulcanologia Física e Magmatismo e tem como principais objetivos:​

  • Extrair informação sobre os aerossóis usando as medidas feitas com o Etalómetro;
  • Corrigir a informação devido ao efeito do empacotamento do aerossol no filtro;
  • Aplicar modelos binários:
    • Separar a contribuição da queima de combustível fóssil da queima de biomassa;
    • Em resultado das intrusões de poeiras contendo óxidos de ferro, separar esta contribuição da resultante de processos de combustão de combustível fóssil;
  • Desenvolver modelos de correlação explorando medidas feitas em simultâneo.

ET.9 Aplicações de Deteção Remota


Este programa de estágio insere-se na Unidade Científica de Vulcanologia Física e Magmatismo e tem como principais objetivos:​

  • Familiarização com os princípios básicos da deteção remota e suas aplicações na vulcanologia e avaliação de riscos;
  • Conhecer e aplicar os principals métodos para cartografar, avaliar e monitorizar áreas vulcânicas ativas, usando técnicas e dados de deteção remota;
  • Desenvolver a capacidade de interpretação de resultados obtidos através do uso de técnicas e dados de deteção remota, de forma a suportar o apoio à decisão na gestão de crises.​

ET.10 Estudo de atividade vulcânica explosiva continuada a partir da análise de dados de longa distância em arrays de infrassons 


Este programa de estágio insere-se na Unidade Científica de Vulcanologia Física e Magmatismo e tem como principais objetivos:​

  • Estudo de sinais vulcânicos de infrassons de longa distância (>200km);
  • Análise de dados de arrays para caracterizar os sinais de infrassons em termos de parâmetros de ondas (i.e. azimute inverso, velocidade aparente) e reconstrução da pressão na fonte;
  • Formação sobre manutenção de uma estação de infrassons;
  • Formação de instalação de estações portáteis de infrassons no terreno para estudos de sinal.


Estágios Multidisciplinares

 
O programa de estágio multidisciplinar (EM) terá uma duração mínima de 4 meses e máxima de 6 meses.
 
EM.1 Avaliação, Monitorização e Mitigação de Riscos: uma Abordagem Multidisciplinar
 
Este programa de estágio integra sequencialmente atividades de várias unidades científicas do IVAR e contempla alguns dos principais objetivos mencionados nos estágios temáticos. O plano de trabalho será adaptado para cada candidato de acordo com a disponibilidade e as atividades em curso nas unidades científicas intervenientes.
 
 
 
Candidaturas
 
O acesso à Academia IVAR pode ser efetuado de duas formas distintas: 

 

 

Contacto da Academia IVAR
 
Para qualquer esclarecimento relacionado com a Academia IVAR e/ou programas de estágio, contacte o IVAR ou o Coordenador da Academia (rita.l.carmo@azores.gov.pt).
​​​​

Anexos