Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 8 de agosto às 08:06h, intensidade máxima III/IV na freguesia de VelasCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



Mundo ► Fenómenos Naturais

Fotografia aérea mostra o levantamento do fundo ao norte de Kaikoura. (Foto: Tonkin+Taylor in Twitter)
23-11-2016 15:10
Nova Zelândia
Sismo de magnitude 5.9 na Nova Zelândia uma semana após sismos de 7,8

​Um sismo de magnitude 5,9 tornou a atingir ontem, dia 22, a Nova Zelândia. De acordo com o United States Geological Survey (USGS), o sismo ocorreu às 13:19 hora local (00:19 hora UTC), localizou-se a cerca de 119 km a S de Taradale, a 107,6 km a S de Hastings e a 81,3 km a ENE de Castlepoint, a cerca de 9,6 km de profundidade. 

Este sismo surge uma semana após um sismo de magnitude 7,8 ter atingido região de Christchurch na Nova Zelândia. Desde então têm sido registadas e sentidas várias réplicas, tendo esta sido uma das maiores esta semana. 

Segundo o GNS Science, um instituto governamental neozelandês, o sismo de 14 de novembro (magnitude 7,8) levantou o leito do mar entre o Cabo Campbell e Kaikoura cerca de dois metros. Também um responsável da USGS informou que o sismo fez com que pelo menos quatro de seis falhas distintas, que surgiram próximas à ilha após o sismo, tivessem movimentação, tendo o deslocamento sido maior na falha Kekerengu, com uma movimentação vertical de cerca de 10 metros.

Estes deslocamentos verticais resultaram no levantamento do leito marinho, fazendo com que as praias da Nova Zelândia sejam agora compostas por rochas cobertas de algas e animais marinhos.

Este fenómeno também já havia sido observado depois dos sismos de 1855 e 1931 no país. Julga-se que estas mudanças na costa são permanentes, isto é, que o fundo do mar não voltará a abater para regressar à sua posição anterior, podendo no entanto aos longo dos séculos, diminuir de altitude de forma progressiva e muito lenta. 

Segundo os cientistas, a libertação de energia associada a estes fenómenos é provocada por movimentos co-sísmicos, que ocorrem quando as ondas sísmicas viajam todas ao mesmo tempo, libertando grandes quantidades de energia ao longo de uma mesma falha. Assim, os geólogos estimam que neste caso, o levantamento do fundo do mar ocorreu em cerca de 2 minutos, a duração do sismo. 

A Nova Zelândia situa-se no designado Anel do Fogo do Pacífico, uma zona de grande atividade sísmica e vulcânica.



Fontes


USGS
Notícias ao Minuto
Observador

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
segunda-feira, 14 de Novembro de 2016
​Pelo menos duas pessoas morreram na sequência de um sismo de magnitude 7,8 que atingiu no domingo a Nova Zelândia. De acordo com o United States Geological Survey (USGS), o sismo ocorreu às 00:02 hora local do dia 14 (11:02 hora UTC do dia 13), localizou-se a cerca de 93,5 km a NNE de Christchurch, 77,7 km a NNE de Kaiapoi e a 53,5 km a NNE de Amberley, todas na Nova Zelândia, a cerca de 23 km de profundidade.   De acordo com...
terça-feira, 16 de Fevereiro de 2016
​No dia 14 de fevereiro, à 12:13 (hora local, 00h13 UTC), ocorreu um sismo de magnitude 5.8 que afetou a região sul da Nova Zelândia. Segundo o European-Mediterranean Seismological Centre (EMSC), o sismo localizou-se a cerca de 18 km a NE de Christchurch, Nova Zelândia, a uma profundidade de 10 km.     Após apenas cinco anos do sismo de 22 de fevereiro (de 2011), que tirou a vida a pelo menos 185 pessoas e feriu milhares, este...
segunda-feira, 28 de Fevereiro de 2011
O último balanço do número de vítimas mortais associadas ao sismo de magnitude 6.3 que, no passado dia 22 de Fevereiro (hora local, 21 de Fevereiro UTC), atingiu a Nova Zelândia é de pelo menos 148 mortos. No entanto, mais de 200 pessoas continuam desaparecidas. As estimativas apontam para que os danos rondem 15 biliões de dólares.   24-02-2011 O último balanço do número de vítimas mortais associadas ao sismo de magnitude 6.3 ...
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.