Iniciar sessão

Navegar para Cima
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 8 de agosto às 08:06h, intensidade máxima III/IV na freguesia de VelasCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



Mundo ► Fenómenos Naturais

Queda de cinzas provenientes do vulcão Sangay, Equador (Foto: Twitter Polícia do Equador in Globo)
21-09-2020 10:00
Equador
Incremento da atividade eruptiva no vulcão Sangay

​No passado domingo, o vulcão Sangay, localizado na parte central do Equador, registou um aumento significativo na atividade vulcânica, incluindo várias explosões fortes e emissões de cinzas. Segundo o Instituto Geofísico (IG) do Equador, a atividade aumentou a partir das 04h20 (hora local, 09h20 UTC), com tremores sísmicos mais intensos do que os registados nos meses anteriores.
 
Imagens de satélite mostraram uma grande nuvem de cinzas que ascendeu até 10 quilómetros acima da cratera do vulcão.
 
O Sangay é um dos vulcões mais ativos do Equador. O primeiro relato de uma erupção histórica foi em 1628. Entre 1728 até 1916 foram relatadas erupções mais ou menos contínuas, situação que voltou novamente a ocorrer em 1934 e que se mantém até à atualidade. A atividade quase constante causou mudanças frequentes na morfologia do complexo da cratera do cume.
 
O vulcão, localizado numa região despovoada do sul da província amazónica de Morona Santiago, iniciou um novo período eruptivo em maio do ano passado. De acordo com o Instituto Geofísico (IG) do Equador, as províncias de Chimborazo e Bolívar, na região andina central do país, devem ser as mais afetadas pela potencial acumulação de um a três milímetros de cinzas, o que é suficiente para afetar a agricultura.
 
O Serviço Nacional de Gestão de Riscos e Emergências disse em nota que suas unidades de monitorização relataram "forte queda de cinzas vulcânicas" em vários cantões das províncias de Chimborazo e Bolívar, bem como em Guayas, a sudoeste, e Los Rios, a oeste. Foram ativados Comités de Operações de Emergência (COE) locais e regionais para coordenar as medidas de resposta e entrega de ajuda humanitária às populações afetadas.


Fontes


Xinhua
Smithsonian Institute - GVP
Volcano Discovery

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.
terça-feira, 8 de Fevereiro de 2022
​De acordo com imagens de satélite de hoje, 8 de fevereiro, desde as 04:30 hora local, uma ampla nuvem de cinzas, emitidas pelo vulcão Sangay (Equador), atingiu cerca de 8 km de altura, semelhante ao que se tem observado nos períodos de maior atividade durante o atual período eruptivo. Apesar da sua localização remota, do lado leste da Cordeilheira dos Andes, segundo o Instituto Geofísico (IG) da Escola Politécnica Nacional...
quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2022
​A forte precipitação que se fez sentir nos últimos dias no Equador arrastou detritos, lama, carros e inundou várias casas. Em Quito (capital do Equador), um movimento de vertente soterrou várias habitações, deixando dezenas de pessoas desalojadas. As equipas de socorro procuram sobreviventes, mas com o passar dos dias a probabilidade de encontrar pessoas com vida é cada vez menor.  Em algumas ruas de Quito, a lama atingiu os...
segunda-feira, 10 de Janeiro de 2022
​No passado dia 7 de janeiro, o vulcão Wolf, localizado na ilha Isabela das Ilhas Galápagos, entrou em erupção.   Segundo o Instituto de Geofísica do Equador, o vulcão expeliu alguma lava que percorreu alguns flancos do vulcão e a coluna eruptiva produzida atingiu os 3793 metros de altitude. O Comité de Operações de Emergência do Equador garantiu que a erupção não representa perigo para as espécies nativas, uma vez que o ...
quarta-feira, 19 de Fevereiro de 2020
​O vulcão Tungurahua, no Equador - conhecido localmente como "O Gigante Negro" - está a apresentar evidências de instabilidade do flanco oeste, o que pode resultar num movimento de vertente colossal. Um estudo liderado por James Hickey, da Universidade de Exeter (Reino Unido), e publicado na revista Earth & Planetary Science Letters, sugeriu que a atividade recente do vulcão produziu uma rápida e significativa deformação ...
quarta-feira, 18 de Maio de 2016
​Um sismo de magnitude 6,7 atingiu, na madrugada do dia de hoje, 18 de maio, a região ocidental do Equador, a mesma região que foi fortemente afetada pelo sismo destruidor no mês passado. De acordo com o USGS (United States Geological Survey), o sismo ocorreu às 02:57 hora local (07:57 hora UTC), localizou-se a 34 km a WNW de Rosa Zarate, 35 km a ESE de Muisne e a 56 km a S de Propicia, a cerca de 32,4 km de profundidade.   ...
domingo, 17 de Abril de 2016
Um sismo de magnitude 7,8 atingiu ontem, dia 16 de abril, a região de Muisne, no Equador, uma região costeira, pouco povoada caracterizada pelos seus pequenos portos. De acordo com o United States Geological Survey (USGS), o sismo ocorreu às 18:58 hora local (23:58 hora UTC), localizou-se a cerca de 27 km a SSE de Muisne, 52 km a W de Rosa Zarate e a 68 km a SSW de Propicia no Equador, a cerca de 19,2 km de profundidade. Até a...
sexta-feira, 9 de Outubro de 2015
​O vulcão Cotopaxi localizado no Equador voltou na madrugada do dia 3 deste mês a registar uma nova fase eruptiva. O vulcão que começou a sua erupção em agosto deste ano, depois de 138 anos adormecido, emitiu uma coluna de cinzas com cerca de 2 km de altura acima da cratera.O Ministério de Coodernação e Segurança do Equador preveniu a população, na medida em que essas cinzas podem vir a cair nas vizinhanças da localidade de Qu...
segunda-feira, 3 de Fevereiro de 2014
O vulcão Tungurahua, situado no Equador, na região da Cordilheira dos Andes, voltou a entrar em erupção no passado Sábado, dia 1 de Fevereiro, segundo informação do Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional. Desde o dia 30 de Janeiro o vulcão apresentava indícios de actividade, tendo sido emitido um alerta laranja pela Secretaria Nacional de Gestão de Risco (SNGR) do Equador. A Associated Press informa que ocorreram d...
segunda-feira, 15 de Julho de 2013
​O Vulcão Tungurahua, localizado no Equador, na região da Cordilheira dos Andes, voltou a entrar em erupção no passado dia 14 de Julho. Segundo o Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional do Equador, desde o dia 13 de Julho que a atividade sísmica aumentou exponencialmente, tendo-se registado 266 eventos nos dias 13 e 14 de Julho, culminando com uma explosão de grande intensidade que gerou um forte ruído escutado a ce...
terça-feira, 18 de Dezembro de 2012
​Nos últimos dias, o Vulcão Tungurahua, localizado na parte central do Equador, tem mostrado um incremento na actividade vulcânica. De acordo com os especialistas, têm-se registado alguns episódios eruptivos explosivos com formação de uma pluma eruptiva até 2 km acima da cratera. Informam ainda que, desde o início de Dezembro, o edifício vulcânico tem registado sinais de empolamento, provavelmente relacionado com uma intrusão ...
sábado, 3 de Março de 2012
​De acordo com o Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional do Equador, o vulcão Tungurahua registou uma nova erupção na semana passada, entre 22 e 28 de Fevereiro. Ao longo desta fase eruptiva foram observadas colunas de vapor e cinzas, com cerca de 1-2 km de altura acima do cume do vulcão, que se dispersaram para o quadrante W atingindo algumas localidades a vários quilómetros de distância. No dia 24 de Fevereiro oco...
sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2012
​O vulcão Reventador, um dos mais activos do Equador, voltou a entrar em erupção no passado dia 10 de Fevereiro. Segundo o Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional do Equador, imagens de satélite adquiridas no final da semana passada detectaram uma anomalia térmica sobre a cratera deste vulcão. Esta informação veio a ser confirmada pelo Volcanic Ash Advisory Center de Washington que, com base em observações de piloto...
domingo, 5 de Fevereiro de 2012
​O Vulcão Tungurahua, localizado no Equador, na região da Cordilheira dos Andes, voltou a entrar em erupção no passado sábado, dia 4 de Fevereiro, segundo informação do Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional. Desde a madrugada de sábado que se tem registado tremor sísmico constante, tendo ocorrido uma explosão de intensidade moderada que gerou, durante cinco minutos, um forte ruído escutado a cerca de 14 km do vulc...
quarta-feira, 30 de Novembro de 2011
Situado na Cordilheira Real dos Andes Equatorianos, a 178 km de Quito (capital do Equador), o vulcão Tungurahura entrou em erupção na manhã de ontem. A coluna eruptiva que se gerou atingiu os 3 km acima do cume do vulcão e o material incandescente (piroclastos) expelidos atingiram os 300 metros acima da cratera.   Apesar da zona em redor do vulcão ser pouco povoada, as autoridades competentes estão a proceder à evacuação de c...
Error in WebPart: A aplicação Web não foi encontrada em http://ivar.azores.gov.pt/noticias. Verifique se escreveu o URL correctamente. Se o URL tiver de fornecer conteúdo existente, o administrador do sistema poderá ter de adicionar um novo mapeamento do URL do pedido à aplicação de destino.Click here to edit the properties of this web part.